Jhumpa Lahiri – “A troca”

As palavras raramente ocorrem sozinhas; quase sempre, elas ocorrem na companhia de outras palavras. Por outro lado, as palavras não se juntam aleatoriamente em nenhuma linguagem: o modo como se combinam para transmitir significados tem sempre restrições. As restrições que não admitem exceções, particularmente aquelas que se aplicam a classes de palavras e não a palavras individuais, costumam ser registradas como regras. Outras restrições têm … Continuar lendo Jhumpa Lahiri – “A troca”

A árvore de Solgeo, Lee Doo-ho

O quadrinista Lee Doo-Ho nasceu na Coreia em 1943 e estudou belas-artes na Universidade de Hongik. Seu primeiro trabalho profissional veio a público em 1969 com o livro infantil O homem invisível, mas sua notoriedade aconteceu com a publicação de Mestre Meoteol e os 108 monstros, obra em que apresenta os personagens Tomae e mestre Meoteol, conhecidos por praticamente todas as crianças coreanas. Lee Doo-ho costuma ser chamado … Continuar lendo A árvore de Solgeo, Lee Doo-ho

Estudo do objeto – Zbigniew Herbert

O escritor polonês Zbigniew Herbert (1924-1998) sempre foi, para mim, um sujeito misterioso. O poema aqui traduzido, “Estudo do objeto” (Studium przedmiotu), chegou às minhas mãos pela primeira vez numa cópia manuscrita, em polonês. Eu tinha 12 anos e não fazia a menor ideia de que língua era aquela. Guardei o papel durante anos. Depois de entrar para a faculdade, descobri pesquisando no Google que … Continuar lendo Estudo do objeto – Zbigniew Herbert