Um sonho é um despertar que começa

Já é senso comum que os sonhos interessam a um psicanalista. Woody Allen magistralmente trouxe à luz esse fato. E essa semana pretendia escrever sobre a função e a interpretação dos sonhos para a psicanálise. Porém fui atravessado pelo suicídio de uma criança de dez anos de idade após tentar assassinar uma professora. Ao ler as primeiras reportagens sobre o assunto, fiquei surpreso ao encontrar o relato de que a criança havia ‘desenhado’ a si mesmo com duas armas e, ao lado, um professor. Continuar lendo Um sonho é um despertar que começa