13

Os padrões de Claudia Rogge

O trabalho da fotógrafa alemã Claudia Rogge é difícil de definir. Ao olhar para os projetos dela, questionamos se são fotografias, mosaicos ou pinturas renascentistas e barrocas. Fato é que o resultado, independente do processo, é a mais pura arte. Claudia faz arte incomum com o comum; está preocupada com o padrão, as repetições, as multidões. Porém, o processo de construção destas multidões é focado totalmente no indivíduo. Claudia fotografa pessoa por pessoa, ou par por par, para chegar ao resultado final.

Seu trabalho é quase uma ilusão de ótica, pois não sabemos ao certo quem é quem, onde começa um e termina o outro, onde se tocam, se complementam e se repetem.

Dos trabalhos que temos apresentado no Umbigo, o de Claudia é o menos improvisado e mais preciso. Conta com ajuda de muita manipulação de imagem e parece ser extremamente metódico, planejado e até obsessivo, o que acaba causando uma certa angústia e fascinação no observador.

Percorrer os olhos por cada fotografia é como andar num labirinto de pessoas e se deparar com o coração de seu trabalho que é a relação paradoxal entre a massa e o indivíduo.

Confira algumas fotos:
(clique em qualquer uma para abrir a galeria)


Visite: http://www.claudia-rogge.de/
Facebook: https://www.facebook.com/pages/Claudia-Rogge/421411831243493?fref=ts

Vídeo sobre o projeto Lost in Paradise:

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s